Pós-graduação Stricto-sensu e
Lato-sensu

A pós-graduação tem por objetivo a formação de pessoal qualificado técnica e cientificamente para o exercício das atividades profissionais, de ensino e de pesquisa. A pós-graduação stricto sensu visa à obtenção de graus de mestre e doutor, enquanto os cursos de pós-graduação lato sensu visam aprofundar os conhecimentos adquiridos na graduação e a qualificação profissional com cursos de especialização, MBA ou aperfeiçoamento.

Em uma análise comparativa podemos dizer que um curso pós-graduação stricto sensu, que engloba os níveis de mestrado, mestrado profissional (não oferecido na Engenharia da Informação da UFABC) e doutorado, está mais voltado para a formação de pesquisadores que pretendam seguir carreira acadêmica (tornar-se professores universitários), enquanto um curso pós-graduação lato sensu, que engloba o nível de especialização, está mais voltado à área profissional, de mercado.

Um outro aspecto muito importante é quanto à regulamentação. Os cursos stricto sensu são sistematicamente avaliados pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e são apenas reconhecidos aqueles que obtiverem um conceito mínimo. Os cursos lato sensu não estão submetidos a esta avaliação, mas devem atender a determinados requisitos para a validade do certificado, principalmente quanto ao credenciamento da instituição pelo MEC.

Um curso de pós-graduação stricto senso exige que o aluno desenvolva um trabalho com alguma contribuição (inovação) à sua área de pesquisa. No mestrado, o aluno deve desenvolver um projeto de pesquisa que resulte em uma dissertação, que deve apresentar contribuições introdutórias na área. No doutorado, o aluno deve desenvolver um projeto de pesquisa que resulte em uma tese, que deve apresentar contribuições significativas consistentes à sua área de pesquisa. Um curso de pós-graduação lato sensu exige que o aluno escreva uma monografia, que consiste em uma revisão do estado da arte em alguma área de pesquisa e não necessariamente apresenta contribuição inovadora à área.

A pós-graduação lato sensu costuma ter um horário mais flexível. Já a stricto sensu exige maior disponibilidade do aluno, inclusive com dedicação diária de estudo, além do horário das aulas.

O programa de pós-graduação em Engenharia da Informação da UFABC oferece atualmente o curso de mestrado (acadêmico - stricto sensu) e portanto requer maior dedicação dos alunos. Atualmente, não estão sendo oferecidos cursos lato sensu pela Engenharia da Informação da UFABC.